14 de jul de 2018

#BoasManeirasnoVet


Quando o Nero ficou doente, já no final da vida dele, e tive que começar uma verdadeira rotina de consultas, tratamentos e procedimentos cirúrgicos me deparei com uma realidade que nunca havia pensado. Acho que antes eu não tinha consciência de que o meu filho de 4 patas iria adoecer um dia.
Por sorte ele era muito educado e todos os procedimentos foram feitos sem estresse ou contenção, mesmo ele sendo um American Pit Bull Terrier.

Agora, com a Tequila em idade avançada (13 anos e meio) começamos a ir + vezes ao veterinário e no último ano fizemos duas cirurgias nela. E por mais que ela seja um verdadeiro exemplo a ser seguido sobre o que é um cão realmente educado e bem treinado, o coração de mãe fica apertado a cada novo procedimento. Então, me perguntei: E se ela não fosse tão bem comportada assim? Que nível de estresse e sofrimento eu, ela e o médico iriamos passar.

E me deparei com um setor da educação canina que eu precisava atuar com muita enfase para modificar realidades de cães e suas famílias, foi quando o Programa começou a ter forma na minha cabeça e coração.

Eu me considero uma pessoa iluminada por ter uma vida super bacana ao lado dos meus pets e ainda mais por poder gerar minha renda a partir da minha convivência com ele, pois o que ensino é fruto do que sei ensinar aos meus, não é mesmo? Sendo assim, no intuito de retribuir ao Planeta aquilo que tenho em abundância, decidi que o programa em sua primeira edição será gratuito.

O Programa #BoasManeiranoVet Básico entra em ação nesta segunda às 21hs em uma comunidade privada no facebook chamada:

Tutores, profissionais da educação canina e até veterinários se inscreveram para participar do programa que vai revolucionar os padrões de comportamento canino em ambientes médicos no Brasil. Vem com a gente!
Postar um comentário