11 de mai de 2015

Equipamentos para o passeio do cachorro


Para levar um cachorro para passear é necessário mais do que disposição e boa vontade, utilizar os equipamentos corretos irá possibilitar um passeio prazeroso para ambos (cão e condutor).

Eu adoro ver as pessoas levando seus cães para passear e fazer atividades ao ar livre, isto realmente me deixa contente! Mas é inevitável não reparar o quanto a maioria está despreparada utilizando coleiras e guias ruins que machucam o cão e comprometem a atividade.

Vamos começar pela guia?



Guia é a corda, cordão ou corrente que irá ligar o cão ao condutor. E por mais óbvio que isso possa ser para quem é um profissional, na prática constato que os tutores mal sabem o que é uma coisa ou outra. Bem, sabendo de qual peça estamos falando, vamos ao tamanho, ok?

Eu não utilizo guias que possuem menos de um metro e meio de comprimento. Estas, nem considero guias de passeio. Posso ser legal com elas e denomina-las de “guias de manejo”, se preferirem.

As que possuem menor comprimento apenas serão úteis se o objetivo é manejar um cão dentro de uma creche ou hotel para cães. Talvez para manter um cão dentro do hospital veterinário, levando do consultório ao local onde ficará internado ou dentro de um abrigo de cães.

Se os exemplos apontados acima não fazem parte dos seus objetivos, então vamos focar em GUIAS DE PASSEIO. Eu já falei isso em outro texto ( leia aqui!) mas vou repetir, afinal, não custa:

“A hora do passeio de um cão é o momento em que o seu cão vai fazer fotos para o instagran, postar no facebook, acessar a caixa de e-mail...”

Sendo assim, resta a necessidade de mais "liberdade", e guias longas irão permitir que o cão:
  • fareje e perceba adequadamente o ambiente;
  • interaja com outros animais com conforto, podendo expressar os sinais de apaziguamento e linguagem corporal, sem estar preso ou embolado na guia;
  • faça as necessidades com o mínimo de conforto, sem estar sendo puxado pelo pescoço em um momento tão “íntimo”.
  • tenha uma caminhada relaxante, sem ter que estar obrigado a andar do seu lado, afinal, ele não está em trabalho, está?
Eu utilizo há uns 5 ou mais anos, os equipamentos da marca K9 SPIRIT. Sou uma verdadeira fã desta marca e recomendo aos meus alunos (tutores e profissionais) por possuírem alta qualidade e segurança. Nunca tive um caso de ter arrebentado ou de quebra de mosquetões. Se não forem mordidas pelo cão creio que durem por muitos e muitos anos, pois tenho várias antigas e com bastante tempo de uso, ainda intactas. 
Por tudo isso, recomendo!

Para os passeios longos e em ambientes naturais como parques, campos, praias e matas, eu uso a guia retrátil da marca Flexi. Tenho uma de 5 metros e adequada ao peso e porte dos meus cães (não deixe de verificar esta informação quando for comprar. Comprei a minha no site da Doggy Store, que é super seguro e cheio de coisas mega bacanas!). Não uso e nem recomendo outra marca por saber de uma série de acidentes envolvendo guias retráteis de baixa qualidade. E também não recomendo para passeios urbanos ou treinamentos!

Coleira ou peitoral?

Sobre o uso de enforcadores, sinceramente? Eu nem vou usar o meu tempo para falar desse assunto aqui, pois quem conhece o meu trabalho já sabe a minha opinião à respeito do uso desses "equipamentos". Imagina como é para um cão cheio de energia estar levando beliscões e estranguladas por todo o passeio... 

No treinamento? Bem, esse é assunto para outro post, em um que eu aborde metodologias ultrapassadas e prejudiciais de treinamento, ok?

Voltando ao assunto. Se a opção for por coleiras, e recomendo para cães que foram educados a andar corretamente na guia e que, portanto, não arrastam, eu utilizo nas minhas as coleiras da marca Zee Dog. Gosto por serem seguras e bonitas! Como eu ligo para esse lance de beleza, me rendi aos encantos das estampas da marca. Também são confortáveis. Mas é importante estar atento ao fechos constantemente pois não são extremamennnte seguras. 

Não utilizaria em um Pit Bull, por exemplo, para passear. Mas para ser usada como colar de identificação ou para cães que não puxam são excelentes!

Eu mantenho nas minhas três dogs sem retirar, junto com a plaquinha de identificação. Eu adoro a marca!

Agora, se quer algo com extrema segurança, então opte pelas da marca K9 SPIRIT. Elas são parecidas, mas sem estampas. Porém, seguras e muito duráveis.

O seu cachorro arrasta na hora do passeio?
Bem, nesses casos, o indicado são os equipamentos anti-tração. Com os meus alunos eu apenas utilizo a Peitoral de Treinamento e a Coleira Cabresto, ambas são da K9 SPIRIT. Existem as importadas, Easy Walk e Gentle Leader, respectivamente, mas de longe as nacionais são mais eficientes e com maior qualidade (K9 SPIRIT).




A Peitoral de Treinamento possui um sistema de argola frontal bem no peito do cão onde a guia será clipada. O que ela faz é direcionar o arraste que o cão faz quando puxa para a mesma situação que tentamos fazer nos treinos. Elas são confortáveis e quase todos os cães se adaptam facilmente.



Já a Coleira Cabresto é um pouco mais complexa. Considero ela mais segura e eficiente, principalmente se estamos falando de cães muito fortes e que necessitam de melhor controle. Para os Pits, Cane Corso, Dogo Argentino, entre outros, são excelentes! É possível controlar com maior precisão a cabeça do cachorro, impedindo que ele ataque outro cão ou arraste. Não gosto e não utilizo outros modelos similares por terem baixa qualidade (já aconteceu comigo de arrebentar em testes) ou fazerem pressão na boca do animal, o que desaprovo. O modelo que recomendo é o tradicional, como o da foto do meu amado cão, o Nero

Tempos atrás vi que a marca havia desenvolvido outro modelo e desaprovei por completo, manifestando, inclusive ao fabricante.

Mas muitos cães para se sentirem confortáveis com esse equipamento, precisam antes, passar por dessensibilização ao uso. Esta parte dá mais trabalho e um profissional é recomendado!

Ambos modelos, não machucam os cães e são como uma muleta. Você vai colocar e sair andando com o seu cachorro, mas não irá educa-lo. Se retirar ele voltará a puxar, mas afirmo: muda a qualidade do passeio para muito melhor!

Atenção! As informações acima fazem parte da minha opinião pessoal baseada na minha experiência profissional, e não possuo relação alguma com as marcas acima (embora devesse ser patrocinada por elas. Ahahah! #ficaadica :P)

Escolhidos os equipamentos corretos, e aposentados os inadequados (guias curtas, correntes, enforcadores), o passeio vai atender ao que o nome diz.
Bom passeio!

por Emmanuelle Moraes




Postar um comentário