11 de mar de 2013

Minie e os seus traumas

Quem acompanha o meu trabalho pelo facebook pode ver as primeiras fotos que postei da Minie, uma cadelinha da raça Pinscher, uma miniatura de cachorro, rs.
A Minie chegou com a reclamação, por parte da tutora, de que não podiam tocar jamais nesse "pedacinho de gostosura". Ela era avessa ao toque, e totalmente anti-social, além de que tinha medo de barulhos, chuva, vento, pessoas, sons...
Ela chegou ao seu atual Lar, por volta de 02 meses de idade, e já era avessa ao contato humano, mas nada tão sério como estava quando chegou para mim. 
Ocorre que, quando chegou a casa da sua tutora, ela já estava com um problema de saúde, e por conta disto teve que, exatamente na fase crítica de sociabilização, tomar uma série de injeções e passar por um procedimento diário de limpeza das narinas, que não é nada agradável.
Resultado: a Minie passou a ter muito medo de pessoas, e tocar a cabecinha dela, ou apenas colocar uma peitoral é algo muito, mas muito complicado, que faz com que ela entre em pânico e grite como se estivessem batendo muito forte nela, chegando até a ser agressiva.
(imagens por ordem decrescente de datas)

Elaborei um protocolo de modificação comportamental e inicie o trabalho em conjunto com os tutores da Minie. Dessensibilização, contracondicionamento e socialização fazem parte deste protocolo, além de ter encaminhado o caso para um Terapeuta Floral, pois sou uma adepta desta terapia, a os resultados, se aliado ao manejo comportamental, são incríveis.
Bem, estamos conseguindo um progresso satisfatório com a Minie. Antes passávamos um bom tempo sentadas na calçada, com ela travada, tremendo sem dar um passo sequer. Agora, já está explorando o ambiente e andando na guia, além de estar comendo da minha mão, deitando ao meu lado, e até brincando comigo. Já não foge quando me vê chegar à sua casa, e vem ao meu encontro interagir.
Estou muito feliz, mas ainda tenho muito trabalho pela frente. Não adianta ter pressa no processo de modificação comportamental, e quem dita a velocidade do processo é sempre o cão. 
Ela tem me surpreendido!
Com Treino Positivo, paciência e consistência chegaremos onde queremos.
O Treino Positivo faz maravilhas por você e o seu cão!
Junte-se a nós!

Postar um comentário