8 de fev de 2013

Vídeo - A "amizade" entre um labrador e um bebê


O vídeo é realmente lindo! Retrata uma amizade entre um cão e um bebê, porém, quando denominamos esta relação como "amizade" estamos humanizando-a, e ao fazermos isso, atribuímos valores morais humanos a situação. Primeiro, essa relação deve ser sempre supervisionada por um adulto. Segundo, a forma da interação é muito importante para manter a "segurança" da situação pois, permitir que uma criança puxe as orelhas, a cauda, ponha o dedo nos olhos do cão, suba sobre ele ou puxe seus pelos, pode por em risco a integridade física da mesma, Caso o cão se incomode, pode usar os dentes para resolver\remover aquilo que lhe incomoda. E caso isto aconteça, o que é perfeitamente normal no universo canino, as pessoas vão atribuir ao cão (que até então era considerado muito amigável, a característica de "traiçoeiro". E mais uma vez o estarão humanizando. Portanto, "cachorros são cachorros, e humanos são humanos". Para que a relação seja sempre harmoniosa, tenham sempre isto em mente. Outro detalhe importante do vídeo é que um cão que convive com uma criança deve ser preparado para isso, através de dessensibilização ao toque, barulho e até brincadeiras. O cão em tela, mostra-se bem confortável na interação com o bebê. E a última consideração: Labradores são antes de tudo um cão como outro qualquer, mas com o agravante de que são muito ativos e precisam de muita atividade, portanto, não faça o associem a "um cão ideal para crianças, pronto e acabou", como se fosse apenas comprar um exemplar da raça e o resto irá vir junto. Pois, quando as coisas não acontecem como esperado, são "passados para frente", como brinquedo com defeito ou confinados a uma corrente ou fundo do quintal, como já vi muitos e muitos casos.
Emmanuelle Moraes - Educadora Canina
Postar um comentário