23 de jan de 2012

Cães não são robôs!

Conviver com cães é um privilégio! Perceber os sentimentos deles, compreender um olhar...
São seres cheios de vontade própria. Decidem que rumo tomar, onde deitar, com que brinquedo brincar, de quem ser amigos e mais uma infinidade de coisas.
Não acho que o cachorro deve se comportar como uma “ferramenta eficiente” perdendo  autonomia, a espontaneidade. O importante é ensinar a ele como se comportar para obter o que deseja, ou seja, se o que é permanecer na sala de TV a noite toda em meio a família, basta que se mantenha tranqüilo, permitindo que as pessoas descansem sem ser importunadas.
Quando o cão aprende quais os comportamentos que lhe garante fazer aquilo que deseja, passam, espontaneamente, a oferecer com maior freqüência o comportamento desejado pelos tutores.
Não é justo querer que o seu cão não pule em você para ganhar biscoito se não o ensinou que é permanecendo sentado e quieto que obtém a guloseima.
Manter um cão como um belo brinquedo de controle remoto, além de opressor, também é um tanto artificial.
Vários comportamentos naturais da espécie são desaprovados por nós humanos. Só que dentro da linguagem canina trata-se de um comportamento totalmente aceitável.
Imagina como o seu cão se sente quando vai te recepcionar todo empolgado e feliz, e por isto pula em você deixando-o profundamente irritado ao ponto de dar – lhe tapa no nariz?
Muito melhor é não demonstrar alegria, nem corresponder a referido comportamento, mas logo que o cão acalmar dar-lhe o carinho almejado!
A idéia não é passar o dia treinando o seu cachorro com repetitivos exercícios: senta! Deita! Senta! Deita!...
Que tal aproveitar os momentos de interação para ensinar algo, reforçar aquilo que já tenha ensinado ou apenas manter os exercícios que já está claro para o seu cão? Aqui reside o grande segredo!
O cão que você escolheu para conviver é o seu amigo! Ele não é um bem material do qual você pode fazer o que bem deseja. Se optou por ter um companheiro, então tenha com ele a melhor das relações e com todo o respeito e carinho que um grande amigo merece.
Muita coisa tem que melhorar, e começar pelo respeito às demais espécies e formas de vida é um belo começo!

Postar um comentário