25 de set de 2011

Como Educar um cão


Felizmente, não há necessidade de usar aversivos na educação dos cães, sendo possível fazê-la apenas recompensando positivamente os comportamentos que oferecem e que são aceitos por nós, humanos. Bem como, não “reforçar”, ou seja, recompensar os comportamentos que desaprovamos, sem precisarmos fazer uso da punição.
Não utilizo trancos, choques, punições, latas com moedas, jato de água, bem como outros mais exemplos, por acreditar que não produzem resultados eficazes e que fazem mal ao animal envolvido. 
Enforcadores, enforcam! Isto é um fato!!
Educar um cão deve ser como educar um filho. Determinar as regras da casa é dever dos tutores do cão. Definir o que é, e o que não é aceito no convívio social com o grupo em que o animal está inserido, é fundamental. 
Isso é Educar!
"Paciência e determinação deve ser um mantra na vida de quem convive com um animal." Patricia MacConnell
A educação é contínua, mutável, e não estática. Os comportamentos de um cão podem ser alterados ao longo de sua vida, o tempo todo, tanto quanto aquilo que lhe foi ensinado pode, no caso de não ser mais “reforçado”, perder efeito e o animal deixar de apresentar o comportamento.
Compreender as necessidades diárias de um cão e saber que variam de indivíduo para indivíduo é fundamental para obter o sucesso. Cães cavam, cães latem e cães roem! É do comportamento da espécie! O que devemos fazer é canalizar essas necessidades para que elas não se tornem “problemas”. Exercício físico e estímulo mental são dois grandes aliados do sucesso no manejo comportamental. Para tanto, é necessário supri-los!
No entanto, cães demandam mais tempo para aprender.
“Crianças são cognitivamente muito mais inteligentes que cães e isso já basta para tornar o aprendizado delas mais rápido, mas há ainda a maior facilidade de aprendizado entre indivíduos da mesma espécie, já que a comunicação entre eles é mais fácil que entre indivíduos de espécies diferentes” Myrna Milani, médica veterinária.
Outro fator que é necessário na Educação de Cães é a consistência. É fundamental que toda a família esteja comprometida com a educação do cachorro. Se uma regra foi definida, como exemplo: “não entrar dentro de casa”, é importante que seja respeitada por todos os humanos do grupo. Quando um abre concessões à determinada regra, acaba por dificultar a compreensão dos limites por parte do cão. Desta forma, fundamental se faz que todos estejam empenhados na Educação do cão envolvido.
Postar um comentário